O grande vilão das séries, a mudança de temporadas, ou quase isso

promo6
Hellows folks.

Bem, eu coloquei a 5ª para a 6ª temporada como um parâmetro, mas pode é claro ocorrer queda significativa na audiência das séries em qualquer temporada, mais cedo ou mais tarde.

Algumas vezes a temida “greve dos roteiristas” destrói uma temporada inteira, ou até mesmo a faz encolher.

Com #Sobrenatural não foi diferente, é comum ouvirmos dos fãs que a S06 foi ruim e explicações /  motivos apontados são muitos, todos tem razão.

Mas com certeza o maior vilão do fracasso e a desistência de uma série depois de uma virada de temporada é justamente a expectativa.

E como vale o ditado, quanto maior a subida, maior a queda. E esse problema ocorre sempre quando a final season desperta o máximo das emoções de qualquer fandon, principalmente quando um dos personagens está com a “morte nos dentes”.

Uma breve explicação:

Só o fato da série ter episódios semanais já é o suficiente para que o telespectador crie expectativas para o próximo episódio, tendo que cade vez ter que se superar, e quando chega a season finale, são praticamente 8 meses ou mais de tempo de espera, e é tempo suficiente para que a imaginação chegue ao máximo. Por isso existem milhões de fanfics por aí, sobre qualquer série, livro, filme… Sempre há um desejo maior escondido na manga.

Então, quando os roteiristas, depois de um longo e tenebroso inverno apresentam algo totalmente inesperado, é claro que vêm a frustração e algumas vezes a desistência de seguir em frente. E quanto melhor a série maior a decepção.

Mas é claro que a morte de um protagonista também faz com que a série bata em um iceberg. Eu chamo isso de síndrome de Bob Ewing.

Para quem não sabe, nos anos 70/80 estreou a série Dallas. Que na época foi, senão o primeiro seriado semanal com histórias interligadas, o mais popular.

Bob era o contraponto do malvado JR Ewing e a desistência do ator do bom moço causou uma das maiores quedas de audiência na história de um seriado. Tanto que a volta do ator, como eu disse, na época, teve uma das repercussões mais históricas da televisão. Não só nos EUA como no mundo todo.

Existem várias séries que tiveram queda e consequente desinteresse pelos telespectadores, particularmente deixei de ver Smallville também na S05/06, Arquivo X, Once Upon a Time e tantas outras, mas respirei fundo e resolvi dar uma chance, depois que os “meus nervos” se abrandaram.

Falando em XF, a saída de David Duchovny e o desaparecimento de Mulder, fez com que os fãs desistissem da série, mesmo tendo excelentes histórias nas temporadas seguintes.

Então a temida 6ª temporada (ou qualquer outra importante) é um problema tão recorrente quanto o medo das férias em um emprego instável. Ninguém sabe o que vai acontecer quando voltar “pro trampo”. #medo

Como estou assistindo pelo Netflix esse efeito colateral não me causou nenhum problema, inclusive achei a S06  uma das mais interessantes, temos momentos especiais e soluções brilhantes em alguns episódios.

5x04

O episódio 6×05 (Live Free or Twi-hard), rendeu a Sam (Jared Padalecki), um dos momentos mais brilhantes a Sammy. Quando ele decide não salvar o irmão em perigo. Minha reação a princípio foi que o ator não “havia se achado” em cena, mas depois que descobrimos o que havia acontecido com querido Sammy, minha reação foi WOW.

Este episódio tem um link todo especial com o 5×04 (The End), um dos melhores da série. Eu chego lá no ranking dos melhores episódios.

Mas enfim, estou na season 8, (29/10/2016), e continuo na estrada. Então seja qual for o seu motivo de ter parado, dê uma chance, mais na frente há uma luz no fim do túnel, afinal uma série não sobrevive 12 temporadas (e contando) se não têm algo para contar.

6x05

Talvez você também queira ler

Posts relacionados

Leave a Comment