[MEU] ranking das melhores temporadas

O ator Jim Beaver que interpreta Bobby Singer em Supernatural confirma a sua visita ao Brasil agora em Julho para o World Pop Festival. Não deixe de comprar o seu ingresso.

 

 

A temporada que teve mais “equilíbrio” foi a 4ª. Os capítulos “conversavam entre si” e houve inclusão entre o cômico e o mitológico sem prejudicar o “todo”. Por isso leva a nota máxima.

Em setembro de 2016 devido a any motivos comecei uma maratona da série por que precisava ficar um tempo assistindo NETFLIX e precisava assistir uma série que fosse longa o suficiente para me ocupar por alguns dias.

Bem, foi aí que comecei a assistir Supernatural ou Sobrenatural para quem assiste dublado e não parei mais. E 3 meses depois além de assistir todos episódios ainda fiz um site. (Até me atrasou um pouco nas minhas maratonas).

A série teve altos e baixos, teve mudanças radicais na essência de algumas coisas, mas no geral o que a mantém viva até hoje é a impressionante interação entre a dupla JJ. Mas sem delongas, vamos ao meu raking, as melhores temporadas e por que.

Antes de deixar as notas devo acrescentar que quando se faz uma maratona todas temporadas são excelentes, mas depois de assistir a todos os episódios e ter a visão da série como “um todo” muitas vezes uma temporada acaba perdendo pontos se comparadas com outras mais novas e o contrário também acontece. Ocorreu alguns casos que poucos episódios salvaram ou destruíram uma temporada inteira, mas sem mais delongas, vamos ao geral.

1 – Ruim
2 – Mais ou menos
3 – Má o meno
4 – Valeu, mas chega lá
5 – Excelente, valeu praticamente tudo

1ª temporada Quando assisti a 1ª vez a temporada foi excelente, mas quando os episódios mitológicos foram acrescentados durantes as temporadas seguintes os famosos MOTW acabaram obsoletos. Já acontecera com Arquivo X e é natural que acontecesse com essa temporada.

Episódios destaques: Piloto e último episódio, sensacionais. Nota 3.

2ª temporada – A morte de John e a “morte” de Sammy e o acordo de Dean, aí sim a série tinha uma identidade.  E é como diz o ditado, a primeira vez a gente nunca esquece. Esta temporada foi a que mais introduziu elementos mitológicos na série. Ganhou uma nota bacana por isso também. Pena que uma parte foi deixada para trás. Nota 4.

3ª temporada –  Esta temporada foi a mais divertidas de todas, e onde estão os mais lembrados pelos fãs, o do pé de coelho e do dia da marmota. Foi a temporada que mais desafiou os atores a sair da área de conforto dos personagens.  Pode dar meia nota? Então nota 3,5.

4ª temporada – Uau, temporada forte, com um excelente equilíbrio entre episódios divertidos, mitológicos e dramáticos. Destaque para Jared que deu um show em interpretação. Nota 5 fácil.

Destaque para os episódios: Quando Dean volta ao passado e encontra o jovem John, um dos episódios tops da série, o MOTW mais maluco que virou mitológico graça aos atores, quando Dean diz que é o BATMAN, lembrado até hoje, e a famosa coreografia no final do episódio. Sensacional. Quando descobrimos a série de livros de Supernatural e finalmente quando Sammy tenta se desintoxicar do sangue de demônio. Terror puro esse episódio.

sn504-0063
Episódio 5×04 THE END é um dos mais importantes de toda série

5ª temporada – Esta é a temporada preferida dos fãs,  diz a lenda que a história dos Wincheters estava planejada até esta temporada. Então alguns fãs aceitaram isso como regra e acham de a série deveria acabar nesse ponto. Tanto que o último episódio é um dos preferidos quase de forma unânime. Mas detalhes a parte, eu percebi um deslize nessa temporada que a fez perder alguns pontos. Até “metade” da série os roteiristas nos fizeram acreditar que Sammy seria o receptáculo de Lúcifer e que Dean seria de Michael, mas no meio do caminho colocaram um irmão “bastardo” que ao meu ver foi de encontro ao caráter de John. Senti que foi uma desculpa para não usar o clichê que estavam nos levando. Senti como uma estratégica saída pela esquerda. Por isso levou uma nota 4 apesar de alguns excelentes episódios e uma interpretação magnífica dos irmãos.

Episódios destaques: Quando Dean vai para o futuro e vê Sammy como Lúcifer. Agora olhando para atrás Lúcifer me parecia mais assustador nessa temporada do que atualmente. Esse episódio do FIM é um dos mais inteligentes de toda a série. Mas infelizmente o tom no geral não vingou. O episódio do Trickster quando os irmãos ficam presos em uma TV é genial e o mesmo vale para o cultuado PUDIM do Dean, que apesar do episódio mediano tem uma cenas das mais lembradas pelos fãs. Haja imaginação, além é claro na morte de Jo e sua mãe, muito triste mesmo. Jo é uma das queridinhas de Dean e quem os fãs mais gostam.

6ª temporada – Temporada complicada. A personagem Lisa é uma das minhas preferidas, ela acolheu Dean quando ele mais precisava e lhe ofereceu conforto e lar, uma família e o final não poderia ser pior.

Em contra partida a participação de Mitch Pilleggi e aquela enrolação toda de volta dos mortos e Eve atrapalharam bastante. Apesar de que de novo Jared e Jensen dão um show de interpretação e salvam a temporada, nota 4,5

Episódios destaque: o episódio que a Lisa “morre”. Foi de partir o coração e quando eles ficam presos em um universo paralelo “interpretando” os próprios atores. Um dos mais brilhantes episódios que vi na vida.

7ª temporada – Temporada muito parecida com a primeira, muitos MOTW.  Nota 3.5 pelos meninos, e nada pela saga de Castiel, esses anjos pelowamour, além é claro da morte de Bobby, coisa que até hoje os fãs não perdoam.

Episódio destaque: O primeiro episódio com a Charlie, fofíssima, o Sammy com medo de palhaços, para muitos este medo é real, o casamento de Sam, isso foi uma fanfic, só pode ser. Hehehe.

sn823-0009

8ª temporada: Claro que se a temporada anterior não foi nenhuma Brastemp esta aqui não poderia ser diferente. Foi difícil chegar até a metade, mas nóis é BR e não desiste. Depois quando foi dado as três tarefas para Sam que as coisas melhoraram. Para variar um show o último capítulo, só por isso levou uma nota 4 por que estou boazinha.

 

9ª temporada: O começa desta temporada prometeu e muito, Ezequiel, que sensacional sacada na recuperação de Sammy, amei isso. Show pro Crowley. Metatron, foi um pesadelo. No final ficou no mesmo nível da 7ª. Nota 3.5 por que cometeu vários deslizes.

Episódio destaque: Show o último como sempre. Dá para contar para a próxima temporada? e o divertido episódio quando Dean conversa com um cachorro.

10ª temporada: Essa temporada quebrou a “tradição” da série de um irmão trocar a vida por outro. Prova que os roteiristas estavam querendo mudar, a a aparição da escuridão foi uma sacada bíblica bastante legal. Nota 4.

Episodio destaque: Quando Charlie acaba tendo dupla identidade. Muito bom.

11ª temporada. Notei que cada temporada eles tentaram colocar seres mais e mais poderosos. Coitadinho do demônio de olhos amarelos comparados com a Escuridão por exemplo. MAS do mesmo tempo que os seres evoluíram em poder diminuíram em “nível de terror”. Tanto que se colocarmos em uma balança “terroristica” SPN foi perdendo a essência com o passar das temporadas, ninguém mais se assusta com demônios.  Aliás, esta temporada prometia muito e apesar de alguns ótimos e tristes episódios a ideia de Dean “deslumbrado” por Amarra não me agradou. Não sei como o pessoal gostava dela. Acho que foi fetiche de algum tipo, não sei.la ficava sempre com olhar distante e desprezível. Não desceu. Nota 3 eu sendo boazinha. Nem vou destacar nenhum episódio, nem a de Chuck revelando-se Deus por que o discurso com Metatron me irritou demais, nota 3.5 sendo boazinha.

Episódios destaque: Um dia no Impala, muito bom e criativo.

12ª temporada. Até agora a volta de Mary, apesar de não ter me agradado tanto, devido ao seu comportamento, até que está mais ou menos, mas é interessante a inclusão dos Homens da Letras para tentar arrumas as sujeiras dos meninos. Aliás, uma pergunta, só eu que reparei que os demônios estão mais fáceis de matar? Aliás, tudo está menos aterrorizante comparado com o início da série. Nota 4.

Ranking geral, do melhor para o pior, na ordem.

4, 6, 5, 10, 12, 2, 9, 8, 3, 7, 1, 11 

 

Os mais engraçados da série

 

 

 

 

 

 

 

Talvez você também queira ler

Posts relacionados

Leave a Comment